n° de visitantes

Leitores

quarta-feira, 4 de junho de 2008

4 de maio

Tudo que vem a nós
vem sem sentido
e fica.
Fica debaixo do nosso nariz
e parece mentira
Fica debaixo do tempo
e nos foge
Fica debaixo do lençol
e ecoa
A gente fica debaixo
um do outro
Como se fóssemos
mas não somos
nem mesmo,
dois amores

Um comentário:

Rafael C. disse...

Senti a frieza dos que fazem de conta...