n° de visitantes

Leitores

sábado, 23 de agosto de 2008

Abri os olhos com preguiça
senti a boca bocejar
com o peso do mundo...
Acordei.
Ainda era noite dentro de mim
eu-lírico amanhecera farto
e meus sentidos sem sentir
imaginaram palavras
Nasceu Poema vivo
olhei pela janela e lá estava
com os timbres a vida sem
contornos esperando por mim

[...]

3 comentários:

Rafael C. disse...

olha nos meus olhos,
mas olha bem!
é que as vezes,
a poesia está lá.

Patrícia Colmenero disse...

como é bom quando o eu-lírico amanhece farto!
voltei a escrever!
beijos

raynner disse...

seu destino: escrever.
não tenho dúvida. me encantei
por tudo! fã eterno da sua lira.