n° de visitantes

Leitores

segunda-feira, 30 de junho de 2008

O sábio


Grande é o sábio. E sábio é aquele que sabe usar as horas e o tempo a seu favor. Aquele que tem fé cega e pé atrás. Grande o homem e a mulher que não são iguais. Que não são materiais. Internamente feliz é aquele que não ri para censura. Que não se deixa manipular. Que não se torna o outro. Mas sim, o faz. O limita. O descobre e informa-se a todo tempo. O Sábio é ser capaz de se tornar melhor do que aquilo que deseja. Vai além do sonho. Pisa e pensa. Calcula seus fragmentos e mentaliza sempre os dois lados. Ser sábio nunca será a maioria.

6 comentários:

Polêmica disse...

Uau!
o teu blog é um dos mais lindos, legais e interessantes que já vi...parabéns!!!

Rafael C. disse...

O sábio precisa de outras virtudes? Acredito que sim. De que me vale ser sábio se há quem deturpe minha sapiência a um favor negro?

Mas o sábio em que acredito é aquele que domina todas as virtudes e que com o mundo se faz mundo...se Ele existe fora da minha crença? Isso eu não sei.

Polêmica disse...

Olá!!! estou passando para te desejar um ótimo fim de semana!!!

Beijão!!!

carolina.br disse...

Que liindoo ..
Essa mensagem ..
adoroo seus textos .
Sao m-a-r-a-v-i-l-h-o-s-o-s !

Ameii esse do sabiio !
Beiijocaas ..
Parabens !

philonous disse...

Helena,

A sapiência é uma construção da descontrução do nosso ser. os estoicos pensaram a sapiencia como sendo a manifestação concreta a natureza humana, penso que a sapiência é isso que vc falou, mas se manifesta de outro modo, parece que ela surge da sensação de estranheza em relação ao mundo e não de simpatia o sábio quer engolir o mundo com a sua sapiência..

abraços,

Brener Alexandre

fernando disse...

A fé e o pé não seriam censuras?