n° de visitantes

Leitores

terça-feira, 16 de junho de 2009

Fato ao sonho

Logo eu que queria a vida! A vida tamanho MUNDO. Encontrei, aqui no portão de casa, um par de asas. Voltei o passo. Eu não preciso voar. (?) Eu não preciso voar desde que eu entenda que aquilo que corresponde à realidade se chama raiz: A verdade consciente, a família, os amores, a melodia, aquele dia...

Me seguir é fato ao sonho.
Minha palavra é crua e nua.
Meu bem me beija a boca.
Eu sinto e quando falo é pouco.

Um comentário:

Rafael sem h disse...

Toda vida que venho aqui estou lendo este. Peço liçença, porque tomei emprestado, dei meu sentido... e ele anda me lembrando alguém muito especial.

; )