n° de visitantes

Leitores

sábado, 26 de julho de 2008

13 jul

Ontem senti
e sentir
se faz tão raro
que demorei mais que o tempo
daquele encontro
para dormir
Descobri
que amor é tempo
e o momento é
raro

3 comentários:

Brener Alexandre disse...

Entre o tempo e o momento há um abismo, que envolve muito mais que viver, mas perceber e sentir.Parece que viver e sentir é o mesmo, a tradição filósofica no ocidente nos lega isso, mas a verdade é que nem sempre é assim.. como sempre há um abismo entre viver e sentir, entre o real e o aparente.. emfim entre falar e agir... entre amar e amar...

fernando disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
fernando disse...

Viver e sentir não é o mesmo! Sentir é muito mais que viver e talvez viver não seja tão necessario quanto sentir. A razão de se viver baseia-se no sentimento, a mente pensa "não sinto, não existo". Sendo assim viver e sentir separam-se, e sentir ultrapassa qualquer abismo. Porém é no tempo, na vivência é que se aprende, ou acostuma-se a sentir. Viver acaba na morte. Sentir também?